24.4.10

Abril é outro tempo,
luz aberta
lembranças de repouso,
parece.

Nalgumas tardes, nesgas de sol,
dá vontade de chamar
mãe, anda cá, vem sossego desta luz,
igualinha às tuas mãos quando eu chegava da escola.

O tempo é o que é
e a luz não se entrega,
é assim.

Mãe, deixa lá,
só queria um poema como o das tuas mãos.

12 comentários:

Amélia disse...

Belíssimo,Zef!

rendadebilros disse...

Até me vieram as lágrimas aos olhos ... ao ler tanta beleza...
Abraço!!!

Aires Montenegro disse...

Zef: deixa-te de coisas e procura publicar os teus poemas, além do blog. Há por aí tanta porcaria a rastejar!... Falemos, para ver a melhor forma de o fazer. A tua poesia faz falta à nossa literatura actual... porque é mesmo poesia. Anda-me para a frente, não guardes só para meia dúzia a doçura desse mel!!!

rendadebilros disse...

Concordo plenamente com Aires Montenegro...

zef disse...

Obrigado, Amélia.
Beijos

Aires e Renda, tenho dificuldade em pensar nisso. Gosto de que algumas pessoas amigas visitem este sítio e fico sempre contente com o que dizem. Acrescento, com naturalidade, que pus aqui algumas coisas de que gosto; mas há muitas que, hoje, deixava no papel; mas gostei delas nalgum tempo. E pensar nisto é pouco tranquilizante. Por ora.
Mas alegra-me o que dizeis.

Ternurentaram-me as primeiras palavras da Renda. Obrigado, vizinha :)

fernanda s.m. disse...

É mel, mesmo e... andamos todos carentes do mimo das nossas Mães ausentes...
Um beijo, Zef!

carlos peres feio disse...

há muito não lia a tua poesia...gostei!
abraço c peres feio

Aires Montenegro disse...

Isso não é razão: o problema é que as editoras grandes só publicam quem vende (com ou sem qualidade) e só vende quem é mediático - há cada avantesma por aí! Restam-nos as editoras pequenas, de "nicho", mas essas não têm grande poder económico... enfim, esse é que é o problema. Assim como assim, parece-me que vou publicar aquele "Oriente", com correcções várias e mudança de título - "oFERENDA oRIENTAL". Quando a coisa estiver definida, digo-te algo, embora saiba que há passos que eu estou disposto a dar e que tu não quererás dar...

Aires Montenegro disse...

Só mais um acrescento: a minha secretária tem 16 gavetas e metade está cheia de escritos... soluções: publicar, deixar ficar ou queimar. Também a mim já me não agradam coisas que me agradaram, mas deixá-lo!!!
Abraço

zef disse...

É isso, Fernanda. E não é, com certeza, nenhuma criancice. Não é mesmo.
Beijos

Viva, Carlos. Bons olhos me vêem. Obrigado.
Um abraço

Aires, havemos de conversar…
Avança com aquele teu Oriente (lembras-te de que tenho a "amostra").
Um abraço

Peço desculpa pelo tempo que deixei passar até dar sinais. É que tenho andado muito disperso, por bons motivos…

Aires Montenegro disse...

Se é por bons motivos, abençoada dispersão!

zef disse...

Dispersão abençoada, Aires!
:)