13.1.09

Valor das Palavras

Luz-Vieira da Silva

Há palavras que fazem bater mais depressa o coração - todas as palavras - umas mais do que outras, qualquer mais do que todas. Conforme os lugares e as posições das palavras. Segundo o lugar de onde se ouvem - do lado do Sol ou do lado onde não dá o Sol.

Cada palavra é um pedaço do universo. Um pedaço que faz falta ao universo. Todas as palavras juntas formam o Universo.

As palavras querem estar nos seus lugares!

Almada Negreiros - Andaimes e Vésperas


8 comentários:

fernanda s.m. disse...

Olá, Zef! espero que tenha enxotado a peneumonia para bem longe e esteja já fino, "apesar de los pesares" deste frio de lâminas...
Sempre gostei muito deswte texto do Almada e fiquei feliz por o ver renascido na sua "casa".

Não tenho aparecido muito por este mundo virtual, retida por obrigações do material, mas talvez comece a ter mais tempo agora para vos visitar...
Um abraço.

manuel disse...

contigo
zeferino
em palavras
e braços
em mãos
e quentes
abraços

manel

rendadebilros disse...

Pois é... se as mudam de lugar, morrem: são como certas plantas ...
Bom fim de semana... COM Saúde!

soledade disse...

E que lugar será esse onde as palavras querem estar? Eis a questão, toda a questão e o labor que nos move, não é assim?
Um beijinho, esperando que esteja bom de todo

zef disse...

Fernanda, vou ficando fino.
Também aprecio estas maneiras de falar das palavras. "Nós somos do século de inventar as palavras que já foram inventadas".
Também apareço pouco...
Abraço

zef disse...

Manel, que gosto!
Abraços muitos e calorosos: abafemos o frio que anda aí por Paris.

zef disse...

Pois morrem, Renda. E fazem-nos morrer também!

zef disse...

Soledade, eis a questão!
Às vezes sabemos onde estão algumas. Mas as que queremos fazem-se rogadas! E as que já esquecemos?

Estamos quase bons.
Beijinhos