22.5.09

Em lembrança

Alguns permaneceram – e permanecem – católicos. Quase todos deixaram de o ser. Alguns tiveram ainda posições de relevo, como leigos, na Igreja Católica. Quase todos ficaram nas margens d'Ela. “Na expectativa” (en úpomoné, palavra grega donde o termo vem) como um dia disse estar Simone Weil, cujo luminoso ascetismo também tanto nos marcou? Não posso falar por outros. Falo apenas por mim. Agora que tanto narrei, revejo aquele de nós que mais cedo caiu – Cristovam Pavia, que se atirou para debaixo de um comboio em 1968, aos 33 anos – e releio um poema dele. Acabo como comecei com versos. E são estes:

Voltarei à penumbra fresca da igreja
Ancestral, silenciosíssima e vazia,
Aonde está pousado o teu altar:
Doce mãe Maria...
E ajoelhar-me-ei,
E fecharei os olhos sem pensar...
Que a minha oração nada mais seja!
Basta descansar.

Apetece-me pensar que um dia será assim.

(João Bénard da Costa; Nós, os vencidos do catolicismo – Edições Tenacitas – É assim que se acaba o livro - O poema tem o título A Nossa Senhora e é do livro 35 Poemas)

7 comentários:

tsiwari disse...

Perde o cinema... perdemos todos nós, na verdade.

Lá em cima, convencido, passará outros filmes - e fará a delícia dos espectadores, dada a sua escolha tão criteriosa das películas.

arion disse...

À medida que vamos vendo desaparecer estes grandes nomes nem sempre se consegue encontrar consolo no legado das gerações mais novas... E é pena.

zef disse...

Boa tarde Tsiwari.
Até o rabugento bispo de Hipona vai sentar-se a ver.
E, quando vier a minha vez, olha pode ser que ele se lembre de mim...

zef disse...

Arion, também depende de nós! Bem, mais duns que doutros: é de bom gosto ir-se regressando a casa quando o tempo começa a dar sinais...
Vou fazendo isso.

mar revolto disse...

Obrigaga pela partilha desta belíssima homenagem.

E eu junto-me a si..., e "na penumbra fresca da igreja" atrevo-me a "pensar que um dia será assim."

Desejos de uma boa semana.

Um abraço da Lina

zef disse...

Um abraço, Lina.
Também vou desejando que seja assim e até tenho para mim que há coisas que vão ser o que queremos que sejam!

Aires Montenegro disse...

Gostei da do "rabugento bispo de Hipona"! Adoro rabugentos assim!!!