26.10.11



Às vezes, a gente sonha desta maneira: estamos a dormir, tudo arrumadinho.
É como descer a montanha, depois de ver o mar e pôr a recato os pensamentos que nos lavaram.
E o sono sabe bem, ainda que venha alguma tristeza.

10 comentários:

Amélia disse...

Estou a gostar destes poeminhos...

zef disse...

E fico sempre contente, Amélia.
Beijos

Anónimo disse...

É tão bom sentir a "lavagem" do pensamento e a tranquilidade de um sono que vem.
Abraço, Zef!

zef disse...

E é.
Um abraço, Alece - Adivinhei-a pelo rasto :)

Anónimo disse...

As palavras são uma espécie de BI :)
Uma noite serena.

alece

zef disse...

Verdade, verdadinha :)
Um abraço, Alece

fernanda s. monteiro disse...

Quem me dera ter a sua sabedoria... e saber adormecer a tristeza no limiar do sono e da alvorada...
Um abraço, Zef.

zef disse...

Fernanda, tem sido alguma preguiça que anda pôr-me quieto. Vou-a cultivando, que vai sendo bom...
Um abraço

Rui Antunes disse...

"(...) Eu não ando só
Só ando em boa companhia
Com meu violão
Minha canção e a poesia (...)"
Vinicius de Moraes
O tempo tem o tempo que lhe damos.
Abraço, noutro tempo

zef disse...

Caro Rui, ainda o apanhei...
Abraço neste tempo
:)