25.4.13

- Tenho andado por palavras novas
   as prendas da hora de acordar.

- Eu sou da família dos dias e das noites
  e das palavras conheço~lhes o ventre.

- Eu sou da penumbra
  lenta levedura de coisas por dizer.

- Ofereço-te os rios todos
- palavras que sabem a mar

- E eu dou-te a noite e suas estrelas
  pomar de maçãs de muitas cores.

- São essas as palavras novas
  as prendas desejadas.




2 comentários:

Soledade disse...

Estas prendas têm gosto a sol, a mar, a coisas iniciais. E que dizer desta sequência, da imagem, dos sons, do ritmo: "lenta levedura de coisas por dizer"
Boa noite, que a tarde cai, Zef, mas cai com palavras de gosto novo, é menos escura, portanto :-)

zef disse...

Boa noite, Soledade, que dizer "boa noite" é também maneira de agradecer…com "gosto novo".
Beijinhos