13.5.07

Para boa e segura memória


“Andei sempre à roda, à roda,
E sempre à roda de ti…"

Não. Não se pode fugir ao magnetismo do íman que tudo atrai e que tudo dispõe. E é justo. Se alguma coisa de verdadeiramente sério e monumental possui a Beira, é justamente a serra. Portugal tem outras mais belas e agrestes – o Gerês, por exemplo. Outras com mais incorruptibilidade – o Marão, para não ir mais longe. Outras mais luxuriantes – como Monchique. Mas nenhuma se lhe compara na maneira como expande a respiração, no modo aberto como desdobra o manto. Em qualquer das suas rivais a emoção que se expande é sempre um espasmo. Um frémito rápido e agudo. N a Estrela, porém, é um demorado fruir de sensações, feitas de surpresas sucessivas. (…) O Marão é um seio que entumesceu num corpo; o Gerês um espinhaço que se fendeu ao meio; Monchique um jardim suspenso. Mas a Estrela é uma expiração de pedra que o quis ser sem literatura. As irmãs são mais cenários do que realidade; ela é mais naturalidade do que artifício.(…) A Estrela, essa, guarda secretamente os ímpetos(…)Somente a quem a passeia, a quem a namora duma paixão presente e esforçada, abre o coração e os tesouros.”

Miguel Torga, Portugal

Obs.:Aqui fica isto, amável sugestão/convite da Renda. Se é MEME, óptimo. Se não, pode passar a sê-lo?...

6 comentários:

rendadebilros disse...

Que maravilha ter chamado aqui , a pretexto do MEME - claro que é ... se não é , passa a ser , e é de uma excelência!!! - Miguel Torga e, com ele , o Gerês ( cujas paisagens me deixam sem respiração ao contrário do poeta) e o Marão " para cá do Marão, mandam os que cá (lá) estão" e a Estrela - sempre!!! ... Bem haja pela partilha.
Um abraço.

alecerosana disse...

Já subi o Espinhaço de Cão e molhei o pé no Mondeguinho, o Covão D'Ametade sorriu-me...
Nos Cântaros depositei sonhos ao vento lancei mágoas e na Lagoa da Paixão as afundei...
Ai Estrela do céu tão perto...

Abraço :)

jpg - o sineiro disse...

Admirável texto de Torga, para mim um dos maiores escritores de sempre em língua portuguesa.

Por mim, pode ser meme ou não ser, é BOM!

Um abraço.

zef disse...

Renda, então, pronto, é MEMO...acrescentado com sinais doutros sítios de lembrar...
Mas aquele "modo aberto como desdobra o manto" e "abre o coração e os tesouros"...
Abraços

zef disse...

Que pé leve, Alece! Quem voa assim tem de ir também à Senhora de Asse-Dasse (basta seguir, de perto, o ainda Mondeguinho). Asse-Dasse: só o nome...é paixão!
Um abraço

zef disse...

Jorge, também aprecio esta maneira de falar dos montes que são o meu manto...