16.7.08

Sonhei assim:
vi alguém à porta da casa e peguei num papel e escrevi:
a minha mãe tinha um Menino Jesus no cordão que me dava as prendas na altura certa.
Pareces o menino do cordão da minha mãe.

Gostei do sonho e é por isso que o conto.

12 comentários:

Anónimo disse...

:-) Que ternura!


Belo sonho, Zef.

Lis

rendadebilros disse...

Tanta ternura na escolha perfeita das palavras no sonho!...É de olhar para a Serra!
Abraço.

Sophiamar disse...

Tão lindo, Zef! Um sonho que te levou a outros tempos, com certeza, tão lindos e doces como o sonho que tiveste. É tão bom dormitar e receber uma prendinha assim!

Beijinhosss

Amélia disse...

Que bom ter-nos contado este sonho ,Zef.Beijo amigo.

meg disse...

Querido Zef.
Sonhar também pode ser uma benção.
Bastam-nos os pesadelos da vida.
Continua a sonhar!
Um abraço

rendadebilros disse...

A trovoada escapou-se por essas serras...

Eram mães, porque duas manas, cada uma com sua criança, um rapaz e uma rapariga... e elas é que acompanhavam mais os filhos à praia... foram momentos...

Bom domingo.

zef disse...

Bem haja quem ainda me tem paciência e tanta delicadeza!
Beijos

mundo azul disse...

...bonito!!!

Beijos de luz...

fernanda s.m. disse...

Olá,Zef! Ainda bem que os sonhos são lindos e suaves.Olhe, os meus, nem sei,não me lembro deles,últimamente!Talvez sonhe, pois sonho e realidade, dormir e estar acordada, andam um pouco às avessas, cá por este sítio onde me tenho...Mas gostei de o ver sonhar,outra vez! Bem aparecido seja.
Um abraço.

zef disse...

Mundo Azul, obrigado pela mensagem.
Passei pelo seu azul e voltarei.

Ora viva, Fernanda!
Às vezes, um sonho pequenito pode encher madrugadas, muitas!
Abraços

TsiWari disse...

Ternura é mesmo o que melhor descreve este teu escrito.

Quem te conhece "alive and kicking" não te imagina capaz de tal...

Abç

zef disse...

Mas, Tsiwari, vamo-nos deixando aos pedacinhos pelos sítios e a síntese...quem sabe fazê-la?
Pois é!
Um abraço