12.2.13


Às vezes, acorda-se assim
“Quando estiverdes alegres olhai para o fundo do vosso coração e vereis que aquilo que vos dá alegria não é senão aquilo que vos deu tristeza. Quando estiverdes tristes olhai de novo para o vosso coração e vereis que realmente chorais por aquilo que antes vos tinha encantado. Alguns dizem, a alegria é maior que a tristeza, outros afirmam, não, a tristeza é maior. Mas eu digo-vos: são inseparáveis, vêm juntas…”

(Khalil Gibran; “Profeta”)

4 comentários:

gabzia disse...

O Vinicius diz que a tristeza não tem fim, felicidade sim.
Catraia

zef disse...

...Mas
"A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar",
diz também Vinícius.

Se andássemos sempre a voar, que coisa igual seria sempre...
Olá Catraia miúda!

fernanda s. monteiro disse...

Estive hoje a ler «O Profeta» de Kalil Gibran, em busca de tranquilidade interior... Ainda aqui está ao meu lado. Inquieta, procuro na leitura dos sábios acalmar a alma. Por isso passei por aqui hoje...Abraço, Zef.

zef disse...

Um abraço, Fernanda.