23.6.07

Da espera

Se não esperar, não encontrará o inesperado, sendo não encontrável e inacessível.
(Heraclito, Fragmento 18 Diels)


Para que se saiba:
Hoje vi:
http://nasciaqui-sobraldesaomiguel.blogspot.com/

Ide ver, porque, entre as primeiras letras, os ninhos e os protestos, aparecem nomes bonitos e antigos. Então aquela cabra Mialva e o zaburro!...

20 comentários:

Meg disse...

Pois, bem mandada, fui ver. E fiquei deliciada com a prosa.
Com o ritmo das palavras e com a paisagem rural. Nascer aqui... gostei.
Um abraço

TsiWari disse...

pois...também fui ver que cousa era essa do zaburro.


fiquei a saber mais, hoje. o dia valeu!


;)

Anónimo disse...

bem vindo, ó patriarca..... pater familias!
Gab

soledade disse...

Vou pensar se Heraclito terá mesmo razão. Hum...
Quanto a "Nasci AQui" já lá fui. Tardou, hein?! Mas valeu a pena :)

Bom domingo, um beijo

Amélia disse...

Fui ver o blogue.Gostei daqueka porosa.Mas não sei colocar lá comentários...
Quanto a heraclito...bom...:)

Anónimo disse...

Lembra-se da Vitória?

Searatib

TsiWari disse...

O Amélia...o que é uma "queka porosa" ??


lolollllllll

fernanda s.m. disse...

Bom, eu devo andar confusa, já, e Heraclito deixou-me ainda mais a ponderar... Quanto ao "ide lá" fui e gostei !

mas o que aconteceu aos comentários deste blog, hoje ? Não estão todos um pouco "charadistas", ou baralhados ? Ou será da minha confusão ? Ou de Heraclito ??

Bom, boa noite a todos e um abraço. Que a semana comece mais "nítida" ...

Amélia disse...

Por falar de Heraclito - lembram-se de que também ele disse que era impossível banharmo-nos nas águas do mesmo rio...Pois bem:vou contar uma coisa engraçadíssima (que mais não seja para animar a malta): uma vez fui a uma casa de banho da Gulbenkian, a do museu.Na porta estava um pedido: É favor deixar as coisas tão limpas como as encontrou. POor baixo alguém excreveu:«Impossível -ass.Heraclito»- Vê-se bem que só inteelectuais saberia fazer tal graffito...-:)
Bem, gosto deste Herclito tão ricardorreisiana longos séculos atrás.
Assim fôssemos nós capazes de cumprir o seu desiderato...mas aí seríamos «sages», mas não tão «de fraca carne humana».
[Gostei do Ide ver- tão vulgar nos nossos sítios e tão rato nos restantes...- e também do que vi no blogue do seu amigo.]

TsiWari: vê-se que houve gralha -peço desculpa: foi decididamente involuntária...mas com alguma graça-seria aquela prosa e não o que lá está.

25/6/07

fernanda s.m. disse...

Amélie !!! O teu teclado ainda está mais "cego" do que o meu ... ao qual já faltam algumas letras e tenho de escrever às escuras...
Um abraço !

rendadebilros disse...

Heráclito e um pensamento... para começar a semana... com erudição...
( temos que ver se nos encontramos no skype com mais vagar...)
Um abraço, boa semana.

TsiWari disse...

amélia - claro que percebi que era "gralha involuntária". Brinquei, só isso :)**

soledade disse...

Olá a todos.
Amélia, só tu! :) Devias fazer um apanhado das tuas gralhas antológicas. Esta foi boa, e a merecer desenvolvimento, rssss! A Fernanda também anda com falta de letras no teclado?! My, será que isto se pega?! E por onde andará o dono da casa? Agarrado ao skype, está visto :) Continua sem counter, tb vi: não recebeu o meu mail, ou não serviram as dicas?
Bj

zef disse...

Meg e Tsiwari, fizeram muito bem!
Zaburro? - Aquilo que uma Mialva procura tem de ser cousa boa!...

zef disse...

Olá, catraia miúda, como vai a outra mais miúda?
Beijinhos

zef disse...

Soledade e Amélia, esqueci-me de indicar donde retirei o Fragmento. Tirei-o de Alexandre Costa: "Heraclito - Fragmentos Contextualizados", Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
Não quis alterar a tradução, quem sou eu?, mas não gosto dela. Entendo assim: se não estiveres atento ao inesperado, vais perdê-lo: ele sabe ser esquivo. E até julgo que esta leitura não se afasta de Heraclito, mas, quem sou eu?...
Seja como for e como diria não sei quem, ando assim, ora...
Beijos

zef disse...

Fernanda, Tsiwari, Fernanda, todos gostamos, parece, daquela prosa!

zef disse...

Renda, não gosto daquela tradução, mas, se a minha leitura não atraiçoa Heraclito, gosto do fragmento. É que ele também diz coisas que não são de cheirar, por exemplo: "Homero merece ser expulso dos concursos, e ser açoitado, bem como Arquíloco"(Frag. 42 Diels - esta tradução é de Maria H. Rocha Pereira).
Um abraço

zef disse...

Soledade, o dono da casa sentou-se ao canto da sala, como gosta de fazer, caladinho como um rato! E, agora que há mais gente a saber que "skypenauto", quem quiser que me procure (até já não tenho provas de exame para corrigir e posso chamar nomes bonitos aos governantes...).
Quanto ao contador, se não conseguir hoje, peço-lhe outra ajuda.
Beijinhos

zef disse...

Ó Searatib, foi uma conversa cruzada que me recordou a Vitória...a oliveira do teu quintal, que remoçou...Celebro a árvore, que não o motivo do nome que lhe deste...
:-)
Um abraço