16.4.08

A Anunciação

Virgem! filha minha
De onde vens assim
Tão suja de terra
Cheirando a jasmim
A saia com mancha
De flor carmesim
E os brincos da orelha
Fazendo tlimtlim?

Minha mãe querida
Venho do jardim
Onde a olhar o céu
Fui, adormeci.
Quando despertei
Cheirava a jasmim
Que um anjo esfolhava
Por cima de mim...

(Vinícius de Moraes)

8 comentários:

meg disse...

Aos amigos comunico que, inesperadamente,
fui obrigada a mudar de residência.
Espero-vos a partir de agora em
Peço desculpa pela forma como o faço
mas se trata de uma emergência que
espero seja a última.
Aproveito para mandar um abraço do
vosso Amigo Romério para todos


E a Meg espera-vos aqui a partir de agora

http://recalcitrantemor.blogspot.com/

rendadebilros disse...

as mães e os anjos... às vezes falam às vezes calam , mas só seres destes para compreenderem a magia da vida!
Abraço.

Sophiamar disse...

É Vinicius e está tudo dito. Soberbo, Zef!
Bom gosto o teu, também.

Beijinhosssss

Bem Hajas!

meg disse...

Zef, já retomei no novo, pois foram imensas as palavras a dar-me foeça,
Quando visitar para me dizer se est+a bonito, tenho acácias e amizade para vocês
Um abraço

fernanda s.m. disse...

« E os brincos da orelha
Fazendo tlimtlim? »

Que frescura... Seria o anjinho ou o jasmim ? Fui ver o meu jasmim, mas coitado, esse faz tlimtlim à força do vento que o arrepia...
Um abraço, Zef, e bom fim de semana.

zef disse...

Meg, já visitei as acácias. Que chovam folhas rubras à passagem dos amigos.
Um abraço

Sophiamar, às vezes gosto de Vinícius...
Abraços

Fernanda, frescura muito próxima de:
- Donde vindes, filha,
branca e colorida?

- De lá venho, madre.
de ribas de um rio:
achei meus amores
num rosal florido...
- Florido, 'enha filha
branca e colorida...
(Isto é do Auto da Lusitânia. Reckert explora este tema da maneira se que gosto)

zef disse...

Ali atrás queria dizer tema da maneira de que gosto...
Um abraço

zef disse...

Renda, compreendem a magia da vida e sabem dizê-lo com delicadeza.
Um abraço e boa noite