26.1.07

Não

"Desejais conhecer a alma? Não a procureis na terra, à luz do Sol. Procurai-a entre os sepulcros, ao luar...Procurai-a nos livros e nos Museus."
(Teixeira de Pascoaes - "O Bailado")

Não, não procureis a alma por aí. Procurai-a à luz do Sol, que é aí que estão os corpos.
Perdão, Teixeira de Pascoaes!

10 comentários:

rendadebilros disse...

Tão bom viajar pelos nossos poetas...
Quanto a neve... mesmo nada!!!
Bom fim de semana...

amelia pais disse...

Isso, amigo:gozemos um tranquilo carpe diem...mesmo que com alguma melancolia, porque,«não vale a pena cansarmo-nos». Beijos

rendadebilros disse...

As tuas palavras deixam-me sempre imensa tranquilidade. Obrigada, meu amigo!!!

Anónimo disse...

Estou a gostar

Continue essa partilha

Searatib

zef disse...

Rendadebilros e Amélia, a vossa presença alegra-me. Saibamos "colher a flor do dia", que lá virá o sol que serena.

zef disse...

Searatib (Bitarães a ver-se ao espelho?), foi bom teres aparecido e dizeres o que disseste.
Um abraço

Soledade disse...

A alma - a havê-la, que eu nunca a vi - julgo que é à luz do sol, com a matéria de que são feitas as coisas lindas que ela anima, que se poderá encontrar. Muito à Manuel Bandeira, também discordo de Pascoaes.
Boa noite, Zef. Aqui nevou, sabia?

Anónimo disse...

Nem sempre a luz do sol brilha...
Às vezes nem há sol...
Alma...onde estás?
o feijoeiro

29/01/2007

Aires Montenegro disse...

Que me perdoe a rendadebilros, mas as tuas palavras deixam-me sempre intranquilo...

zef disse...

Ando a deixar coisas para trás, o que não se faz a ninguém, muito menos à Soledade e ao irmão Feijoeiro...e ao Aires também.
Bem haja, Soledade, pelo seu sol que me é sempre benfazejo.

Ó Feijoeiro, grande irmão, não há tormenta que não tenha algumas abertas. Vais, vamos ver.
Um abraço, rapaz.

Aires, se ainda vieres cá atrás, do que duvido, porque andar às arrecuas não é do teu jeito - é do meu..., julgo que deves ir lá à frente: pus lá qualquer coisa.
Um abraço